Quem Somos

Myguel Santos e Castro

Filosofia

VoxLaci é um modo de estar, um projecto!

VIÁVEL economicamente,
não é subsídio-dependente, procura apoios nas entidades privadas para a execução dos seus projectos.
Tem uma visão empresarial, apostando nos diversos meios de comunicação.
Com sede e escritório próprio.

ORGULHOSO da sua existência!
O corista VOX LACI orgulha-se de fazer parte de um projecto coral credível, de pertencer a um grupo com objectivos comuns.
Fazer a melhor música possível, nas diversas actuações dentro e fora do país, é o nosso grande objectivo.

X, cada corista tem características próprias.
A aposta que se faz no indivíduo, tirando o melhor partido das suas capacidades, faz do grupo um coro único!

LUTADOR e OPTIMISTA face às adversidades do dia-a-dia, resiste, acreditando que vale a pena!
Tenta chegar ao maior número de pessoas, sobretudo crianças e jovens, mostrando que a música coral é bem divertida.

AMBICIOSO nos seus objectivos,
nos seus ideais individuais e colectivos, nos seus projectos.
“Apontar para as estrelas, para chegar à lua!”

CORAL, para todos.
A través da música coral quer chegar ao maior número de pessoas, mostrando repertório conhecido e desconhecido, alargando os seus horizontes e educando o seu ouvido;

INOVADOR desde o seu nascimento.
Fazer a diferença é o lema deste projecto! Sempre com o objectivo de conquistar portugueses para o mundo da música coral.

JUNTOS SOMOS MAIS QUE MÚSICA!

História

Depois de ter participado no Encontro Europeu de Taizé em Paris, a ideia nasceu em Janeiro 1995, em Verona, quando Myguel Santos e Castro assistiu a um Coro de Homens da Montanha.

Foi ao soar do primeiro acorde de “Una Piccola Canta de Natale”,no dia 6 de Janeiro, que se consciencializou que era com coros que queria trabalhar.

Perto do local do concerto, havia um grande lago onde passou várias horas a pensar na criação do coro, quando regressasse a Portugal. Com a ajuda de um grande amigo, Padre António Fernando, chegou-se a VOX LACI, que traduzido significa a voz do lago, como alusão aos diferentes elementos (diferentes pessoas) que harmoniosamente se fundem, sem perder as suas características próprias, numa só voz. Este nome sugere tanto o silêncio de um luar, como uma brisa de um entardecer, como a força do calor em pleno meio-dia ou mesmo o despontar de mais uma manhã. Todas estas diferentes sensações é o que procuramos despertar no público que nos assiste.

Em Setembro de 1995 começou o coro numa escola local e mais tarde expandiu para a comunidade de S.Domingos de Rana. Em 1996, num repto lançado à área local, apareceram 30 candidatos, tendo sido seleccionadas 17 crianças e 9 adultos. Assim começou o Coro Infantil (dos 7 aos 11 anos) e Adulto (dos 18 aos 114 anos). Nasce assim o projecto VoxLaci, tendo como principal objectivo abrir as portas do mundo musical, coral, a quem dele gostasse de fazer parte. Em Setembro de 2002, após o regresso do VI Simpósio de Música Coral para maestros, que se realizou em Minneapolis, e tendo sentido a necessidade da criação de um coro para os mais pequenos e para os adolescentes, surge o Coro dos Pequenininhos (dos 3 aos 7 anos) e o Coro Juvenil (dos 12 aos 17 anos). Estes dois novos coros trouxeram duas novas linguagens e criaram novos espaços, de modo a que todas as idades pudessem participar com qualidade no projecto. Desde de Janeiroi de 2013 existe uma nova realidade dividindo os vários coros em: VoxPueri, VoxSoul, VoxLife, Intuição e Hirmandade.

Os coros Vox Laci são, acima de tudo, coros que recebem todos aqueles que tenham o mínimo de sensibilidade musical, independentemente dos seus conhecimentos de música ou do seu treino vocal. O nosso principal objectivo não é alcançar a perfeição sonora, mas sim conseguir o melhor de vozes ditas comuns, mas que conservam a sua individualidade, que por sua vez contribui para o som único de cada concerto.

Vox Laci é, de facto, um coro amador, mas no verdadeiro sentido da palavra, ou seja, “aquele que ama”. E é o gosto pela música coral que une agora mais de cem pessoas que, a cada actuação, mostram que qualquer um se pode empenhar para fazer música, sendo esta um emocionante meio de expressão.
O canto é um acto de liberdade e de confiança.

Cada coro tem concertos próprios, objectivos diferentes e precisos, tal como a sua indumentária e repertório. Quando necessário e solicitado, os coros actuam no mesmo concerto

Myguel Santos e Castro

Pin It on Pinterest

Share This